fbpx
Famosas InternacionaisNews

Rose McGowan diz que no movimento #MeToo: “É tudo mentira”

"Os apoiadores de Donald Trump estão certos em desprezarem Hollywood por ser um bando de liberais falsos, disparou a atriz

A atriz tem sido um dos nomes mais associados com o movimento #MeToo desde que acusou o produtor Harvey Weinstein de estupro, no ano passado. Agora, no entanto, ela se voltou contra o movimento em entrevista ao “Sunday Times”.

“Eu acho que eles [os membros do movimento] são uns cretinos. Eles não são campeões, são perdedores. Eu não gosto deles. Como você explica o fato de que ganhei um prêmio de ‘homem do ano’ da GQ, mas nenhum grupo de mulheres ou revista de mulheres me apoiou?”.

A atriz, conhecida pelos papéis em títulos como a série “Charmed” e o filme “Planeta Terror”, ainda disse que não é convidada para os “almoços e eventos do #MeToo”. “Honestamente, eu nem quero ir. É tudo a m**** de uma mentira. É uma mentira que faz com que eles se sintam melhor”, disse.

McGowan caracterizou como “quase impossível” que pessoas próximas de Weinstein, como Meryl Streep e Hillary Clinton,  não soubessem de seu comportamento abusivo em relação a outras mulheres.

“Eu retiraria os meus anos de apoio [a Clinton] se pudesse”, comentou. “Eu a apoiei até mesmo contra Obama. Hoje em dia, se eu fosse concorrer a um cargo público, concorreria como republicana. Só para mexer com a cabeça das pessoas, só para f**** o sistema todo”.

“Os apoiadores de Donald Trump estão certos em uma coisa: eles desprezam Hollywood por ser um bando de liberais falsos. Eles são mesmo”, continuou. “Eles todos vivem uma vida vazia de significado, e sabem disso. Essa é a punição deles. São infelizes”.

McGowan, por fim, disse que não pretende mais atuar. A última aparição da atriz nos cinemas foi no suspense independente “O Som”, lançado no ano passado.

COMENTÁRIOS

Tags
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close