China lança campanha em defesa de personagens infantis para não serem usados em propósitos maldosos

China quer evitar que personagens como Elsa, a princesa de gelo do filme “Frozen”, Peppa Pig e Mickey Mouse sejam utilizados com fins poucos nobres e para isso anunciou uma campanha para proteger suas imagens e punir quem utilizá-las de maneira imprópria.

O Escritório Nacional Contra Publicações Pornográficas e Ilegais emitiu um comunicado em que adverte que qualquer pessoa que divulgar vídeos que utilizam conhecidos personagens animados para divulgar conteúdo violento ou pornográfico será castigado severamente.

Esta diretriz foi publicada nesta terça-feira (23) pelo jornal local “Shine”, que assegura que na internet há uma grande quantidade de vídeos que usam personagens animados clássicos para apresentar conteúdo relacionado com violência, terror, crueldade e pornografia.

Estes vídeos estiveram circulando nos últimos tempos em plataformas chinesas como Youku, iQiyi, Tencent, Sohu e Baidu.

Em alguns dos vídeos, Mickey Mouse aparece atropelado por um automóvel e coberto de sangue, enquanto a princesa Elsa é submetida a uma cirurgia de garganta e cérebro.

Vídeos deste estilo também foram divulgados em sites de outros países, mas foram eliminados do YouTube no ano passado.

O gigante tecnológico Tencent anunciou dias atrás que criaria uma equipe para supervisionar sua plataforma e eliminar estes vídeos e que tinha fechado permanentemente as 121 contas que os tinham postado, além de bloquear mais de 4.000 palavras de seu motor de busca.

No mesmo dia, o Youku também emitiu uma declaração similar que dizia que tinham eliminado ditos vídeos da plataforma e que empregaria uma administração mais estrita para a publicação de vídeos no futuro.

 

Resultado de imagem para logo agencia efe

COMENTE!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top