Alemã gasta R$ 208 mil para ficar negra e ter os maiores seios da Europa

 
O mundo está cada vez mais contaminado com a IDEOLOGIA DE GÊNERO na qual diz que você é o que sente ser. As bizarrices frutos dessa ideologia vêm a cada dia se apresentando em níveis surreais.
 
Mentes perturbadas dão vazão às suas loucas idealizações e que em muitas vezes, o vazio da alma jamais será preenchido com aquilo que se almeja, até o momento em que a mente e corpo chegam ao limite e é quando muitos adoecem e acordam tarde demais para o que fizeram a si mesmos.

A modelo alemã Martina Big, de 28 anos, tem chocado internautas do mundo inteiro com a sua transformação.
 
Ela já gastou quase 60 mil euros para se tornar uma mulher negra. Isso equivale a aproximadamente R$ 208 mil. Mas não basta ser negra, a ex-aeromoça também afirma ter os maiores seios da Europa.
 
Em um vídeo publicado em suas redes sociais, a alemã, que estava passeando pela Califórnia, nos Estados Unidos, disse que aquela era a sua primeira vez no país como uma mulher negra. “Já estive inúmeras vezes em Hollywood. Mas esta é a primeira vez em Hollywood como mulher negra”, disse.
Além de encaracolar os cabelos e tingi-los de preto, antes ela tinha cabelos loiros e lisos, Martina também usou injeções e sessões de bronzeamento artificial para conseguir a cor de pele negra que desejava.

Nas redes sociais, ela recebeu uma enxurrada de críticas e disse não entender a desaprovação das pessoas. “A minha transformação foi há 7 meses. Agora eu sou uma mulher negra de verdade e isso não muda nada. Por que não podem aceitar isso? Ainda existem algumas sutilezas, mas me sinto negra e vou continuar minha transformação até sobrar apenas a pura mulher negra dentro de mim”, escreveu.“Não esperava que ficaria tão bronzeada, mas ficou tão bom. Amei e realmente quero ir mais ao extremo”, revelou ao jornal “Mirror”. “Agora, só quero ficar mais escura e descobrir quais são os limites”.

O objetivo da alemã seria apenas se tornar uma espécie de Barbie da vida real. É por esta razão que ainda não apostou em lentes de contato escuras para trocar a cor dos olhos. “São as únicas coisas naturais que irei manter”, afirmou.
 

Antes de começar a se tornar negra, a europeia chegou a publicar em sua página no Facebook uma espécie de ‘linha do tempo dos seios’, mostrando a evolução dos seus mamilos ao longo do tempo.

Todo esse dinheiro usado para essa bizarra transformação seria muito melhor utilizado no tratamento de pessoas com doenças graves e que precisam de ajuda para lutar contra elas, como o câncer, por exemplo.

Qual seria o limite da loucura do ser humano?

COMENTE!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top